sexta-feira, 16 de setembro de 2011

SONETO DOS MISERÁVEIS

Minha terra tem favelas
Onde moram, miseráveis;
A fome que aqui passamos
É de tempos imemoráveis.


Minha terra tem horrores,
Vivemos na escravidão;
Peço alforria senhores
Não me digam ilusão.


Senhor Deus dos desgraçados
Não estou mais aguentando
Todo mundo está morrendo.


Estamos muito cansados,
Já não estou nem lembrando
Se ainda estou vivendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário